Com a avalanche de informações surgindo a todo momento, fica difícil para os hoteleiros acompanharem e filtrarem os conteúdos mais relevantes para o desenvolvimento do seu negócio.

São centenas de novas tecnologias e ferramentas que prometem ser a ‘’solução perfeita” para o seu hotel e a pergunta que fica é: “ O que de fato vale a pena? ”.

É necessário estar cada vez mais atento para extrair os insights desse turbilhão de informações e entender o porquê e como aplica-los no seu hotel.

Pensando exatamente em te ajudar a organizar todo esse conteúdo espalhado pela internet, nós compilamos 8 SUPER tendências de marketing digital para hotelaria em 2019.

Unimos informações de pesquisas de mercado, apontamento de especialistas do setor e claro, nossos dados trabalhando com diversos hotéis, pousadas e resorts.

Confira abaixo o que irá (de fato) revolucionar o setor hoteleiro no próximo ano:

 

#1 Vídeos Online

Não é novidade para ninguém que os vídeos estão tomando conta da internet. Seja no computador, no tablet ou no seu smartphone, certamente você assistiu ao menos um vídeo até esse exato momento.

Mas por que será que isso acontece?

Com a disputa cada vez mais acirrada pela atenção dos usuários da internet, os vídeos se destacam pela forma de entregar o conteúdo.

A forma ‘audiovisual’ faz com que as pessoas tenham um interesse maior em assistir o que está sendo transmitido nos vídeos ao invés de observarem imagens ou textos na internet.

E para o mercado hoteleiro, trabalhar com estratégias de vídeos é fundamental para inspirar, atrair, converter e engajar seus futuros hóspedes. Clique aqui para saber mais sobre as 4 etapas da jornada de compra de um hóspede!

Compartilhar os atrativos, as experiências e os diferenciais do seu meio de hospedagem e/ou do seu destino, fazem toda a diferença na hora de chamar a atenção e fazer com que o viajante decida efetuada a reserva com o seu hotel.

A título de curiosidade, deixaremos três dados que comprovam os motivos do marketing do seu hotel começar a utilizar os vídeos em 2019:

  • 80% do consumo global de internet em 2019 será em conteúdo de vídeo.
  • 75% das pessoas visitam o site do anunciante após visualizar o vídeo.
  • Um vídeo no Facebook gera 10 vezes mais engajamento do que posts textuais.

Vale lembrar que diferente de uma mídia tradicional como a TV, o seu hotel não precisa investir milhares de reais para a produção de um vídeo. Atualmente, é possível produzir bons vídeos online com equipamentos mais simples, como celulares e câmeras do tipo GoPro.

 

#2 ChatBot: A Inteligência Artificial no Seu Atendimento

Ter um colaborador 100% dedicado em atender centenas de pessoas no e-mail e no telefone já era complicado. Agora com a inclusão de mais canais no seu atendimento fica ainda mais difícil.

Imagina uma pessoa tendo que responder a diversas dúvidas no WhatsApp, Facebook, Instagram e outros canais, além de dar conta de suas atribuições? Certamente essa pessoa não iria exercer essa função com excelência ou ficaria exausta dentro de poucas semanas.

Esse cenário é familiar? Muitas mensagens e sua equipe não dá conta de responde-las? Calma, pois nós temos a solução para esse problema.

Desde o ano passado, os chatbots ou robôs de atendimento estão sendo desenvolvidos para ajudar negócios a escalarem os seus canais de atendimento.

Isso porque a maioria das dúvidas e perguntas feitas pelo visitante do seu site ou da sua página no Facebook, por exemplo, são muito próximas ou até mesmo as mesmas.

Com isso, é possível programar respostas automáticas de acordo com a necessidade de cada pessoa que está interagindo com os robôs.

Além de otimizar o tempo de seus colaboradores que podem (e devem) estar focados em outras funções “não repetíveis”, como “ onde fica a pousada? ” Ou “ o hotel aceita cachorros? “, os chatbots fazem com que o seu tempo de resposta seja mais rápido e não deixe ninguém esperando horas ou até mesmo dias para ser atendido.

Vale lembrar que esses robôs servem para outras funções, como,  por exemplo: se comunicar os fãs da sua página no Facebook, compartilhar pacotes e promoções e avisá-los sobre comunicados e avisos importantes.

Ter uma estratégia por trás dessa inteligência artificial é fundamental para o sucesso do seu chatbot.

 

#3 Big Data ou simplesmente Análise de Dados

Falando em inteligência artificial, uma tendência que chegou forte em 2018 e irá se consolidar no mercado hoteleiro no próximo ano é o “Big Data” ou Análise de Dados.

Isso porque cada vez mais um grande número de erros acontece por decisões baseadas em “achismos”.

Desde pequenas pousadas até hotéis de grande porte, existem centenas de decisões a serem tomadas. E qual é a melhor decisão? Quem deve tomar essa decisão? Quando e Por quê?

Essas são perguntas comuns no dia a dia de uma empresa. E pensando em como responde-las, o melhor a ser fazer é ter um histórico de dados para serem analisados e interpretados da melhor maneira possível.

Com a velocidade das mudanças e aprendizagem nos dias de hoje, não é viável um negócio depender da opinião de uma pessoa, por mais especialista que ela seja sobre o assunto.

Isso porque o que era certo ou o que era mais comum a 10, 5 ou até mesmo há 2 anos atrás, não é necessariamente é mais comum no presente. Logo, é preciso ter métricas claras e distintas para uma tomada de decisão ser mais assertiva.

Dados de visitas no site, páginas mais acessadas, pacotes mais procurados, períodos com uma maior taxa de ocupação, dúvidas mais frequentes e canal com um maior número de vendas são exemplos de dados a serem coletados pelo hotel.

Lembre-se: “Sem dados, você é apenas mais uma pessoa com opinião”. W. Edwards Deming.

Quer saber uma das melhores formas de obter esses dados? Confira a próxima tendência!

 

#4 TESTE A/B – O Melhor Desempate da Sua Dúvida

Como citado anteriormente, é necessário que qualquer decisão seja baseada em dados. E uma das melhores maneiras de coletar esses dados é com o famoso TESTE A/B.

Sim. Essa técnica aparentemente simples tem feito muito sucesso em grandes empresas, como na Booking.com, que utiliza de testes A/B em praticamente tudo o que faz na internet.

Isso porque as ações das próprias pessoas é quem nos revelará o que deve ou não ser feito.

Desde anúncios nas redes sociais, layout de site, assunto no e-mail até comportamentos de hóspedes dentro dos apartamentos são exemplos para que “Testes A/B” sejam utilizados.

O simples fato de alterar a cor de um botão em uma página de pacote, por exemplo, pode aumentar as suas conversões em até 23%.

O grande segredo aqui é: nunca pare de testar. Colete todas as informações e as utilize para aumentar os seus resultados!

 

#5 Mobile First: O Mundo na Palma das Mãos

Se é para falar de “dados”, compartilhamos mais uma estatística com você: Em média o brasileiro utiliza o celular 78 vezes ao dia.

Achou um absurdo? Vamos lá: qual é um dos primeiros objetos que você pega ao acordar? Por onde você se comunica com seus colegas de trabalho, amigos e familiares? Como você consume conteúdo na internet?

Está mais que evidente que os nossos celulares são objetos essenciais em nossas vidas. Seja para pedir um lanche ou até mesmo para efetuar uma reserva em um hotel. Estamos sempre com os nossos celulares por perto.

E o que isso tudo quer dizer? Se o seu hotel ainda não está priorizando o smartphone na hora de se comunicar, ele está perdendo a maioria das pessoas que acessam a internet atualmente.

Porém, o que pode ser feito? Como priorizar o mobile nas ações?

  • Trabalhar com imagens e vídeos no formato vertical;
  • Possuir um site responsivo (adaptável para tablets e smartphones);
  • Publicar textos em fontes maiores;
  • Ter páginas com leves para um rápido carregamento;

Esses são alguns exemplos de ações para melhorar a experiência do usuário em consumir e se engajar com os seus conteúdos através do celular.

Acredita que fazer isso é muito trabalhoso? Cuidado. O seu concorrente está fazendo e logo os seus futuros hóspedes estarão efetuando as suas reservas com ele!

 

#6 Personalização: Foco no Seu Hóspede

Parece óbvio, mas não é. Uma das maiores tendências de marketing digital para hotelaria em 2019 é conhecer profundamente a sua Persona (público-alvo) para promover experiências únicas para ela.

Desde o momento que ela ainda está conhecendo sobre o seu hotel nas redes sociais até o seu relacionamento pós checkout, é preciso ser específico e assertivo na comunicação.

É necessário entender toda a jornada de compra do viajante, para ser eficiente na hora de se comunicar com seus futuros hóspedes.

E não estamos falando somente de publicar um anúncio de “Lua de Mel” para noivos ou enviar uma oferta de “inverno” imediatamente após o término do verão. Isso é o básico!

Vai muito além. Se faz necessário entender a linguagem que o seu pública utiliza, que horas ele costuma a acessar a internet, por qual canal ele mais interage, quantos dias em média ele efetua uma reserva, até os seus maiores sonhos e as suas maiores dores.

E como você pode entender melhor o seu público? Pesquisas, observação de comportamentos (online e off-line), ferramentas de análises e afins.

O resumo é: seu (futuro) hóspede quer saber se você realmente o conhece, se realmente você sabe o que ele precisa e irá ofertar no momento em que ele precisa.

 

#7 Automação de Marketing

Diferentemente dos robôs, nenhum ser humano é capaz de trabalhar 24 horas por dia, 7 dias por semana, não é mesmo?

Por isso, a tecnologia está aí para nos ajudar com os nossos desafios. E um dos maiores desafios dos hoteleiros é se comunicar com as pessoas que pesquisam preço e disponibilidade em seus motores de reservas, mas acabam “indo embora” e não efetuam a reserva.

É exatamente aonde a automação de marketing entra e se tornará cada vez mais realidade para diversos hotéis em 2019!

Isso porque através dessas automações, é possível enviar e-mails automáticos e segmentados de acordo com suas pesquisas no motor de reservas.

Por exemplo: João acessou o site do Hotel XYZ e pesquisou o preço a disponibilidade para o fim de ano. Ele se interessou mas decidiu pensar melhor com a sua esposa sobre efetuar a reserva ou não.

Para a maioria dos hotéis (e talvez esse seja o seu caso), se João não retornar ao seu site/motor de reservas e concluir a reserva, você nunca mais terá contato com ele.

Ou os seus dados coletados (nome, e-mail e telefone, por exemplo) ficarão guardados até algum dia em que você decidirá ofertar algo para ele.

Com as automações de marketing, após o João “abandonar” o site/motor de reservas, é configurado um e-mail automático para ser disparado X dias depois dessa pesquisa.

Conforme a sua interação com esse e-mail (que pode ser um envio de um material gratuito sobre “o que fazer no destino”), é enviado mais um e-mail alguns dias depois com uma oferta especial para João estar reservando com o seu hotel naquele momento.

A quantidade de e-mails, o que será enviado e o intervalo de tempo entre os e-mails são pré-configurados e após a ativação, tudo funciona automaticamente!

Lembrando que é preciso ter um (time) especialista para elaborar as melhores estratégias para que essa e outras automações funcionem da maneira mais eficiente possível.

 

#8 Alinhamento Entre Marketing x Vendas

Essa tendência irá mudar a maneira como os hotéis, resorts e pousadas fazem as suas vendas.

O que antes era feito de maneira reativa, hoje é preciso ter ações mais proativas para alavancar o número de reservas.

O que isso quer dizer? A sua equipe de marketing precisa estar bem alinhada com a sua equipe de vendas para trabalharem em um objetivo em comum: aumentar a quantidade de leads (contatos) qualificados para abordagem do comercial.

Estar atento as pessoas que visitam determinas páginas de pacotes ou que comentam em posts nas redes sociais e interagindo com elas, é uma excelente maneira de iniciar o processo de uma venda (reserva).

Logo, o que antes não tinha a devida atenção, hoje esse cenário muda. Os hotéis precisam estar cada vez mais engajados com seu público para elevar a quantidade de leads ao time comercial.

Principalmente os mais interessados que muita das vezes são esquecidos no Direct do Instagram, em um comentário no post do Facebook ou até mesmo em um e-mail sem resposta.

Aqui vai mais um segredo: além disso tudo, é necessário possuir metas em toda jornada de compra do viajante. Meta de visitantes, de leads, de oportunidades e claro, de reservas efetuadas.

Só assim é possível os gestores acompanharem o que está ou não está tendo um retorno positivo e posteriormente investir nas melhores ações de marketing e vendas para o seu hotel.

 

# Conclusão

São muitas tendências de marketing digital para hotelaria em 2019, algumas já realidades em alguns hotéis, mas todas absolutamente importantes para o crescimento do seu negócio.

Elas irão ajudar a crescer não somente a sua taxa de ocupação, mas também as suas reservas diretas, isto é, o seu lucro!

Gostou das nossas tendências? Quer ter um time especialista em marketing digital para hotelaria trabalhando em prol dos seus resultados?

Essa é a sua chance de fazer de 2019 o melhor ano para o seu hotel atingir resultados incríveis. Clique Aqui e Entre em contato conosco!